Imagens SITE Easy Resize com

Anuário Casa e Mercado 2022

Somos terráqueos!

É fascinante saber que os elementos químicos que compõem o corpo humano são fragmentos de estrelas que existiram há bilhões de anos. Viver é cíclico. Somos constantemente atravessados por ciclos externos enquanto vivenciamos nossos próprios ciclos internos, em constante transformação, evolução e alinhamento. Compreender que evoluímos em conexão direta com a natureza porque somos natureza é a base de um pensamento sustentável. Conceitualmente, sustentabilidade é um conjunto de consciências sobre o impacto que qualquer ação humana causa em seu entorno, em todas as suas áreas de atuação. Para além de grandes ações, uma verdadeira atitude sustentável começa no foco que podemos ter para com o cotidiano, no nosso fazer diário, repleto de oportunidades e escolhas. Dos ecossistemas mais simples aos mais complexos, estamos sob influência uns dos outros e somos tocados por forças cósmicas. Nossos corpos seguem o compasso do Sol e da Lua e desenvolvemos um relógio interno que nomeamos ciclo circadiano; algo que a Arquitetura Contemporânea tem levado em consideração ao posicionar suas janelas e varandas. Bastante difundida nos últimos anos como uma solução para projetos mais saudáveis e confortáveis, a biofilia está diretamente relacionada com a nossa afinidade por sistemas vivos e naturais. Atualmente, um bom design prevê o uso inteligente de materiais e produtos, estabelece técnicas construtivas que respeitam o fluxo dos sistemas naturais e absorve as características do local a seu favor.

A CM buscou reunir nesta edição criações que consideraram amenizar os impactos ao meio ambiente e buscaram formas produtivas e eficientes de renovação do próprio processo construtivo, adaptando-as às realidades socioambientais, promovendo o uso racional de recursos hídricos e energéticos, bem como adoção de novas tecnologias. A gente não se engana: é preciso apoio e muito trabalho. É preciso planejamento, gestão, governança, e que as empresas e indústrias levem de fato o Triple Bottom Line a sério e a cabo. Mas é preciso, inicialmente, o exercício da Vontade, velho combustível humano para a prática de realizações. Hoje, mais do que nunca, além de todos os seus aspectos funcionais, a Arquitetura precisa inspirar e impulsionar. 

Boa leitura!            

Náiade Nunes 
Editora                           

 

Compartilhe este post