Easy Resize com

CM INVERNO 2021

Abrigo!

A palavra “inverno” tem origem no latim hibernu e significa “tempo frio, hibernal”. Nesse momento e para nosso hemisfério, uma parte da Terra é menos iluminada pelos raios solares, dando origem a dias mais curtos e noites mais longas. O frio mais intenso e a escassez de chuvas tornam o clima mais seco e menos convidativo às áreas externas. Desde o outono, o reino animal e  vegetal vem se adaptando para sobreviver, de modo a poupar energias e se proteger das baixas temperaturas. Se a Arquitetura abriga, um dos perigos desta estação é exatamente vivenciar o desabrigo, estar exposto. Em um mundo tão criativo e cheio de potencialidades, é triste perceber o desamparo no quesito moradia ou mesmo em infra estruturas básicas que já deveriam estar ao alcance de todos. Abrigo não é somente proteção e acolhimento: é saúde, é cultura, é política; e é no inverno que a ausência do abrigo ganha urgentes considerações. Paradoxalmente, nesta estação propícia ao recolhimento (e de maior isolamento social!), olhamos mais para “fora” e agimos mais em prol das necessidades do outro. Enfim, eis uma forma de perceber que fazemos parte e que pertencemos. 

Esta edição buscou celebrar a saúde e o bem-estar, abordando projetos e conteúdos que representem desenvolvimento e renovação. Uma seleção de produtos para salas de banho, tecnológicos, eficientes e econômicos, integram a seção DOWNLOAD, assim como projetos diversos sob o mesmo tema. Em DESIGN, trazemos um pouco sobre o conceito criativo de um móvel escultural repleto de significado. Foi altamente satisfatório evidenciar a importância do trabalho desenvolvido por Paulo Mendes da Rocha e sua contribuição para a arquitetura, para cultura e povo brasileiro, na seção MEMÓRIA. Em URBANISMO, uma espécie de mobiliário urbano funcional promete reforçar cuidados à saúde pública e, na seção FEED MERCADO, abordamos a questão água e saneamento no Brasil, um país de contrastes. Por fim, a especialíssima colaboração de Roberto de Souza, CEO do CTE, abordando caminhos para aumentar a produtividade da construção, em TECNOLOGIA e INOVAÇÃO.

Boa leitura!

Náiade Nunes
Editora

 

Compartilhe este post