Cobogo Mundau

Projeto Cobogó Mundaú, produto sustentável da Portobello, conquista Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social 2021

Iniciativa ajudou a solucionar uma questão social e ambiental na comunidade de Vergel do Lago, em Maceió, através da reciclagem da casca do Sururu.

 

O projeto Ecossistema de Inovação Social da Lagoa Mundaú acaba de ganhar o Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social 2021, na categoria Meio Ambiente e Renda. O reconhecimento vem da criação do Cobogó Mundaú, elemento construtivo vazado produzido com a casca do sururu, de identidade nacional e alagoana, e que reforça a economia circular. Desenhado pelos designers Marcelo Rosenbaum e Rodrigo Ambrosio por meio das técnicas do artesão Itamácio Santos, a peça ganhou escala industrial com o apoio da Pointer, marca de design democrático da Portobello, e distribuição nacional pelas Lojas Portobello Shop.

Realizado a cada dois anos, o prêmio tem por objetivo identificar, certificar, premiar e difundir tecnologias sociais já aplicadas, implementadas em âmbito local, regional ou nacional, que sejam efetivas na solução de questões relativas à alimentação, educação, energia, habitação, meio ambiente, recursos hídricos, renda e saúde. Para definir os vencedores deste ano foram avaliados os critérios efetividade, inovação, sistematização da tecnologia e a interação com a comunidade.

 

Cobogo Mundau
Peça é produzida a partir da casca do sururu triturada em substituição da areia, na composição com o cimento. – Divulgação Portobello

 

O Cobogó Mundaú nasceu do projeto “Maceió Mais Inclusiva Através da Economia Circular – Cooperação Técnica” do BID Lab, o Laboratório de Inovação do Grupo BID, em parceria com o Instituto A Gente Transforma, o IABS (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade) e a Prefeitura de Maceió.  A pesca do sururu é uma das atividades mais tradicionais da economia local. Porém, apenas na Comunidade do Vergel, localizada às margens da Lagoa do Mundaú, na zona urbana de Maceió (AL), o resíduo gerado pela pesca chega a mais de 300 toneladas/mês em cascas de sururu. O Cobogó Mundaú é produzido pela comunidade a partir do sururu recolhido e triturado, em substituição da areia, na composição com o cimento, tornando-o um produto com identidade nacional e alagoana, e que possibilita a geração de trabalho em escala para a comunidade através da reciclagem do resíduo, proporcionando uma economia circular de valor agregado.

 

Compartilhe este post

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest