Empório Luz traz uma nova experiência em iluminação para o Tatuapé

Apartamentos pequenos Fonte Casa Claudia x

Toda a criatividade, inovação e zelo que impulsiona a Empório Luz, destaque no segmento Iluminação.

 

Já pensou no quão importante é a iluminação para uma residência ou comércio?

A luz certa tem o poder de transformar lugares e por isso é fundamental contar com profissionais que tenham capacitação técnica e bom gosto para cuidar da iluminação de um ambiente. A Empório Luz nasceu no bairro do Tatuapé e há 21 anos se especializa  em iluminar espaços com diferentes finalidades e estilos, sendo uma loja completa de iluminação em São Paulo.

Há 21 anos no mercado, é mais que uma loja de iluminação, e se destaca não só pela excelência com que cumpre seus processos, desde o atendimento até a entrega, mas pelo relacionamento humanizado que promove junto aos seus clientes, fornecedores e colaboradores. Fundada por Rosália Mantovani, a empresa se tornou referência no mercado graças a visão diferenciada, a habilidade para negociações, a simpatia de sua fundadora, mantendo inabalável ao longo de duas décadas sua maior essência: máxima qualidade nos serviços prestados.

 

niveranos Easy Resize com

 

A loja está em um novo endereço e um dos principais motivos da mudança foi justamente proporcionar ao cliente uma nova experiência em iluminação, trazendo comodidade, qualidade e tecnologia. Como um dos diferenciais para o novo showroom a Empório Luz apostou em uma sala técnica, onde o cliente consegue visualizar o passo a passo de instalação de perfis de LED, sistemas integrados de iluminação, efeitos como a dimerização e a aplicação de reprodução de cor. Neste local o cliente também conseguirá efetuar ações por meio de comando de voz.

Além da sala técnica, a Empório Luz oferece diferentes tipos de luminárias para ambientes residenciais e comerciais, que vão desde peças mais clássicas, como os lustres de cristal, à peças com design mais moderno, luminárias industriais e rústicas. A loja se certifica de sempre trabalhar com os melhores fornecedores, além de oferecer linhas exclusivas, como a do designer Bruno Mantovani, que em parceria com artesãos produz luminárias sustentáveis com diversos modelos.

 

w Easy Resize com

w

 

Um outro diferencial da loja é que atendendo a necessidade de clientes e profissionais parceiros a loja também se especializou na elaboração de projetos de iluminação. O projeto de iluminação faz com que a luz atenda perfeitamente às necessidades do cliente para determinado local, unindo eficiência luminosa, beleza e bem-estar. Para oferecer a máxima eficiência e habilidade a Empório Luz conta com arquitetos profissionais em sua equipe de vendas, garantindo o melhor entendimento e a melhor solução possível para a iluminação!

 

niveranos emporioluz equipe Easy Resize com

fachada emporioluz padre landellv Easy Resize com

 

 

Serviço

Local: Rua Padre Landell de Moura , 107 – Tatuapé – São Paulo
Visite: segunda-feira à quinta-feira das 9h às 19h, sexta-feira das 9h às 18h e aos sábados das 9h às 15h.

Estrutura gera energia limpa e tem baixa pegada de carbono

IMAGEM CARPOT

Chamada de Carport, estruturas geram energia limpa e podem contribuir para que cerca de 3.600kg de CO2 não sejam lançados na atmosfera todos os anos.

 

Uma parceria entre o CSEM Brasil, um dos mais importantes centros de pesquisas do país e o Grupo AES desenvolveu uma inovadora aplicação para as células fotovoltaicas orgânicas (OPV): o Carport. Montados sobre uma estrutura de 70m2 são instalados 60m2 de células OPV que absorvem a energia solar e a transformam em energia elétrica. Esta energia pode alimentar diretamente sensores de vagas, fornecer iluminação ou mesmo carregar veículo elétrico, de maneira sustentável. Além disso, é possível interligar a estrutura com a rede elétrica e assim, encaminhar energia que poderá ser abatida no valor final da conta mensal. Os primeiros Carports foram instalados no rooftop da AES Tietê, na cidade de São Paulo!

A tecnologia do OPV (do inglês Organic Photovoltaic) é uma inovação no setor energético, sendo composta por materiais orgânicos, não-tóxicos e abundantes na natureza. Fatores que fazem com que seja considerada a alternativa mais verde para geração de energia em todos os lugares. Seu processo produtivo possui a mais baixa demanda energética dentre todas alternativas existentes e a mais baixa pegada de carbono (10 a 20 vezes menor que as tecnologias solares tradicionais). Assim, um Carport com 60m² de OPV pode contribuir para uma redução de 3.600kg de CO2 lançados na atmosfera todos os anos.

 

IMAGEM CARPOT

 

 

A parceria entre o Grupo AES e o CSEM Brasil, nestas pesquisas, surgiu da busca por desenvolver novas tecnologias e aplicações alinhadas à duas fortes tendências, a geração de energia limpa e a geração distribuída de energia, inserindo-se como pioneiro na tecnologia de Carport através dos painéis fotovoltaicos orgânicos. O CSEM, Centro Suíço de Eletrônica e Microtecnologia, já na década de 80 apostava em inovação para o desenvolvimento do país, e a FIR Capital trouxe o modelo para o Brasil. Chegando aqui no ano de 2006, nascia o CSEM Brasil, com o apoio do Governo de Minas, através da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Going Green
Imagem: Divulgação

 

Estação de metrô construída em aço começa a funcionar integralmente em São Paulo

bfebfdafafadadc Easy Resize com

Estação Vila Sônia da Linha 4-Amarela chama a atenção pela beleza arquitetônica; trajeto completo liga região central à zona oeste da capital.

 

Entregue em dezembro de 2021, a Estação Vila Sônia do Metrô de São Paulo tem possibilitado o funcionamento de um novo trecho de 1,5 km da Linha 4-Amarela, o que garante aos 84 mil usuários mais conforto e rapidez no deslocamento diário. A edificação vai além da estação de metrô subterrânea e possui ainda um terminal de ônibus urbanos intermunicipais e municipais.

Com funcionamento parcial desde a entrega, a estação recebeu autorização da Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) do Governo do Estado para funcionar plenamente a partir de hoje (terça-feira, dia 10/05), das 4h40 às 0h, fazendo com que a Linha 4-Amarela possa realizar o seu trajeto integral – da Estação da Luz à Vila Sônia – ao longo dos dias úteis, finais de semana e feriados.

 

dae dc b aa bbedb Easy Resize com

 

O projeto arquitetônico da estação, idealizado pelo escritório Fernandes Arquitetos Associados, chama a atenção de quem passa pelo local: o aço utilizado na construção garantiu enorme liberdade na arquitetura do projeto, resultando em uma obra arrojada e de expressões arquitetônicas marcantes. O aço também contribuiu para uma obra com melhor aproveitamento do espaço interno e aumento da área útil devido à capacidade do material construtivo vencer grandes vãos e ter como prioridade a flexibilidade para tornar mais fáceis a passagem de utilidades como água, ar-condicionado, eletricidade, esgoto, telefonia, entre outros.

Ao todo, são 22 mil m² de área construída, com uma cobertura metálica de 16 módulos, composta por 980 m² de vidro, 10 mil m² de telhas e extensão total de 212 metros, pesando 482 toneladas. A área destinada exclusivamente à parada dos ônibus e acomodação dos passageiros ocupa 11 mil m² do total de área construída. Vila Sônia também ostenta uma grande cúpula de vidro que foi construída e utilizada para levar iluminação natural do nível da rua, na entrada do terminal até a estação, que tem nove pavimentos entre acessos, mezanino, bilheterias, áreas de cabos e salas técnicas, além das duas plataformas laterais com 138 metros cada. Para sua construção, foram escavados 82 mil m³ e utilizados 48,5 mil m³ de concreto com 7 mil toneladas de aço.

A estação possui dois acessos, um de cada lado da Av. Prof. Francisco Morato. O mezanino está inserido dentro de um túnel de “ligação”, que cruza as plataformas. A cobertura é formada por vigas altas de concreto armado, que vencem o vão maior, além disso possuem aberturas circulares sobre as vias com o objetivo de dar mais leveza estética e estrutural. Outro elemento importante da concepção do projeto é um grande volume cônico invertido que fecha o vazio entre o nível da rua e o nível do mezanino. O volume sugere uma sustentação da grande cobertura e é totalmente fechado com esquadrias de vidro e alumínio o que proporciona ventilação permanente e uma grande entrada de ar e luz ao mezanino.

 

bfebfdafafadadc Easy Resize com

edbcadbede Easy Resize com

abccbccfcafdc Easy Resize com

 

Para o Centro Brasileiro de Construção em Aço (CBCA), o uso do aço na construção da estação é colocado em destaque especialmente em sua cúpula, uma parte do projeto que só pode ser idealizada graças às estruturas metálicas presentes. “Nesse caso, as estruturas de aço, juntas do concreto, foram capazes de garantir resistência à compressão da obra, além de fornecer maior durabilidade à sustentação de pedra da construção. O resultado final permitiu não apenas um edifício com visual flexível e arrojado, mas que também apresenta maior proteção contra a corrosão do aço.”, destacam.

 

d ce ff ced acdcf Easy Resize com

metro estacao vila sonia acabamento x Easy Resize com

 

 

 

Fonte: CBCA
Imagens: Daniel Rodrigues dos Santos e Divulgação Fernandes Arquitetos Associados.

CIMENTO VERDE: aplicabilidades

cimento verde

Conheça a tecnologia de cimento verde, o que é e suas aplicabilidades, além das suas contribuições para a sustentabilidade na construção civil no Brasil.

 

A sustentabilidade no setor da construção civil tem se tornado fundamental. Diversas instituições e empresas têm direcionado os seus esforços para atenderem as normas, tanto as implementadas nacionalmente (como é o caso da NBR 15575), como as internacionais (como exemplo, a Certificação LEED). Além disso, a legislação também impõe práticas mais sustentáveis, como a Lei 12.305/2010 na qual instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O cimento é a matéria-prima essencial na construção civil, seja para a construção de uma pequena casa, grandes edifícios, pontes, dentre outros. O ciclo de vida do cimento tradicional traz impactos para o meio ambiente, principalmente pela geração de resíduos sólidos urbanos produzidos. Porém, o setor produtivo de cimento tem se esforçado para a melhoria do processo de qualificação e redução da produção de carbono para, assim, diminuir os impactos ambientais.

E, neste contexto, a criação de novas tecnologias como o próprio cimento verde surge como alternativa. Para ser uma alternativa viável economicamente e comercialmente é necessário alinhar desempenho, sustentabilidade e economicidade. E são esses os aspectos esperados para o cimento verde:  gerar uma estrutura firme, mas sem prejudicar a natureza em sua volta. Mas, afinal, o que é o cimento verde e quais são suas aplicabilidades?

 

residuos

 

O cimento verde é uma nova tecnologia e foi desenvolvida pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e utiliza como base resíduos da construção civil e demolição. No processo de produção de cimento verde há uma menor emissão de CO2, além de um consumo menor de matéria-prima. Assim, para tal produção, são utilizadas técnicas específicas de moagem, desidratação e caracterização química.

O uso do cimento verde é indicado para projetos que necessitam de uma menor resistência mecânica como, por exemplo, vias que apresentam tráfego baixo ou moderado. O uso do cimento verde pode aumentar a durabilidade da via e, com isso, gera a diminuição dos custos relacionados com a sua manutenção.

Apesar do cimento verde apresentar bastante durabilidade, resistência e consistência, o seu uso não é recomendado para estruturas mecânicas mais rígidas. Outros exemplos da sua usabilidade: uso em pavimentação, calçadas, além da preparação de artefatos de cimento. Porém, a tecnologia do cimento verde ainda não está sendo implementada em larga escala, pois ainda se encontra em fase de estudos, ensaios e testes. Mas há uma grande expectativa devido as suas características em relação à sustentabilidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Going Green
Imagens: Divulgação

 

Estúdio Nemo estreia no universo de criptoativos

CT tHEcUBE Easy Resize com

Nemo é o primeiro estúdio de design a criar NFTs, oferecendo peças exclusivas com segurança para seus clientes.

 

Estúdio de design Nemo, fundado em Milão e atento às tendências e novas tecnologias, entrou na era nos criptoativos com sua nova coleção de NFTs – chamado de Nemo Virtual Museum, em parceria com Luca Baldocchi do SodlabStudio.

O termo NFT é uma sigla para “Non-fungible token” (token não fungível, traduzido no português). Na prática, trata-se de uma representação virtual de um item exclusivo. Obras de arte, músicas, jogos, entre outras reproduções já foram criadas no formato de token não fungível, mas o Museu Virtual idealizado pelo Nemo foi o primeiro projeto de design desse porte que entrou no mundo de criptos.

“Percebemos que os NFTs são uma ferramenta de comunicação nova e muito poderosa, com dinâmica oposta para o mundo real e tangível. São seguros” – Federico Palazzari, CEO da Nemo.

 

CT Luca Baldocchi Easy Resize com

CT tHEcUBE Easy Resize com

 

O trabalho de Luca Baldocchi foi categorizado pela Nemo como um “design de interiores digitalizado“, e trouxe uma experiência única de projetos de arte e design em 3D. A Nemo sempre se mostrou interessada pela quebra de paradigmas e evoluções no mundo da arte. A chegada ao universo de NFTs marca mais uma vez esse aspecto inovador.

A principal vantagem é a segurança em poder fazer trocas com os clientes por meio da tecnologia blockchain, que permite as transações com NFTs de maneira segura e criptografada, para garantir a integridade e exclusividade das peças.

 

CHAO Luca Baldocchi Easy Resize com

 

 

 

 

 

 

 

 

Idea!Zarvos inaugura galeria

IMG ebcbe x

Para unir negócios, cultura e arquitetura, espaço inédito tem projeto do arquiteto Isay Weinfeld e apresenta a mostra ‘Fragmentos da metrópole’.

 

A Idea!Zarvos inaugurou a homônima Galeria Idea!Zarvos, um espaço com mais de três mil metros quadrados projetado pelo renomado arquiteto Isay Weinfeld, no bairro dos Jardins, em São Paulo. Com mais de três mil metros quadrados, o espaço receberá palestras, conversas, exposições e debates em torno dos temas de arquitetura e cidade, envolvendo expressivas personalidades no cenário da arquitetura, arte e design nacional, com programação divulgada ao início de cada mês.

a exposição de arquitetura ‘Fragmentos da metrópole’, curada por Fernando Serapião, percorre os 17 anos de produção da Idea!Zarvos e abrange os 16 escritórios que já projetaram para a empresa. Os edifícios estão expostos por meio de maquetes, desenhos, croquis, fotos, vídeos e amostras de materiais – a expografia tem a assinatura de João Nitsche, que também desenha tanto a identidade visual do projeto quanto o painel artístico voltado à Avenida Rebouças.

 

IMG daef x Easy Resize com

 

No complexo há seis modelos de apartamentos decorados de residenciais em fase de lançamento ao longo de 2022:

  • Tuca – arquitetura MMBB Arquitetos; decorado por Marina Portolano
  • Iperó 111 – arquitetura e decorado por Gui Mattos
  • Damata – arquitetura e decorado por Isay Weinfeld
  • Francisco Leitão – arquitetura e decorado por Gustavo Utrabo
  • Oscar Freire arquitetura – arquitetura Estúdio Módulo; decorado por TODOS arquitetura
  • Melo Alves – arquitetura e decorado por MNMA

 

IMG ebcbe x

IMG fdb x

IMG edbd x

 

Galeria Idea!Zarvos

Rua Sampaio Vidal, 978 – Jardins, SP
Todos os dias, das 10h às 19h
Entrada gratuita e acessível para pessoas com deficiência

Saiba mais –  ideazarvos.com.br/galeria@ideazarvos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Idea!Zarvos
Imagens:  Divulgação/Via Idea!Zarvos

 

 

 

Educativo e regenerador

cite Easy Resize com

Realidade tangível e uma oportunidade de reconexão com a natureza, ambiente bioclimático para agricultura urbana aproxima a produção de alimentos de seus locais de consumo.

 

O antigo “Cité”, bairro Marcel Cachin em Romainville, França, composto por grandes empreendimentos habitacionais públicos da década de 1960, faz parte de uma iniciativa de redesenvolvimento urbano proposta pela Agence Nationale pour la Rénovation Urbain (ANRU). Dentro de um bairro em regeneração, exemplar em sua lógica construtiva, o Cité Maraîchère é uma instalação municipal de agricultura urbana para produção de alimentos sustentáveis; um elo entre práticas tradicionais e modernas de jardinagem de mercado. Os objetivos do projeto foram múltiplos: promover cadeias de suprimentos, criar empregos, garantir aos moradores alimentos de qualidade, desenvolver uma economia da comunidade social e conscientizar os moradores sobre gestão de recursos energéticos. 

O espaço de 2.060 m², projetado pelo escritório francês ilimelgo architectes com paisagismo de Land’Act, é como um ambiente bioclimático “controlado”, combinando tanto sistemas de ventilação quanto luz natural dentro de envelopes térmicos de alto desempenho. A composição homogênea de suas fachadas configura um edifício adequado e adaptável que expressa sua vocação agrícola: abundante entrada de luz, proteção solar e térmica, captação de água da chuva, etc.

 

ILIMELGO ROMAINVILLE VUE Easy Resize com

 

“Quanto ao projeto Cité Maraîchère, é uma grande ferramenta educativa que questiona nossas formas de viver e nos alimentar na cidade. É o primeiro edifício desse tipo a fornecer agricultura urbana sustentável na França, oferecendo produtos frescos e de baixa pegada de carbono, reduzindo assim o uso do transporte rodoviário e criando oportunidades de trabalho locais.” – ilimelgo architectes

 

O projeto inovador aberto à cidade é proporcional à dinâmica urbana da região, e para além de sua principal função o edifício revisa temas urbanos urgentes atuais, como gestão e uso da terra, qualidade do ar e redução de ilhas de calor e desenvolvimento de redes comunitárias. O Cité Maraîchère é um dos 40 projetos selecionados em toda a Europa para o Prêmio Eu Mies 2022 e é um prédio educativo propício a intercâmbios, uma forma de participar da vida no bairro e transmitir os valores e princípios da economia circular.

 

foto Easy Resize com

foto Easy Resize com

 

Em 2014, um relatório da ONU sobre as perspectivas de projetos de urbanização afirmou que até 2050 a população mundial seria de 10 bilhões de habitantes e 66% viveriam em cidades. Visando uma agricultura responsável, o edifício é resultado de uma determinação política para participar de transição ecológica prevista a nível mundial. Tais “fazendas verticais” compensam a falta de solos férteis em ambiente urbano e aproxima a produção de alimentos de seus locais de consumo.

Confrontada com as mudanças climáticas, futuros grandes desafios ecológicos e alimentares ao longo do crescimento populacional projetado até 2050, a agricultura urbana é considerada uma solução com grande potencial para o futuro. Corinne Valls, prefeita de Romainville e incentivadora do projeto, garante que o município pretende utilizar o projeto para atender a política social e ecológica dentro da nova Agence Municipale de la Transition Écologique et Solidaire (ACTES).

 

foto Easy Resize com

Cite Maraichere coupe longitudinale Easy Resize com

 

Cite Maraichere coupe transversale Easy Resize com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Redação
Imagens: Guillaume Maucuit Lecomte, Sandrine Marc e divulgação ilimelgo

 

Tecnologias são destaque para construção civil

bg

Spar 3D Expo & Conference e AEC Next Technology Expo + Conference:  tecnologias inovadoras para a aplicação na indústria da construção civil.

 

É notável o desenvolvimento acelerado de novas tecnologias em todas as áreas do conhecimento.  Assistentes virtuais inteligentes, carros autônomos, realidade virtual e aumentada, machine learning, inteligência artificial e computação quântica são exemplos de realidade que até pouco tempo eram obras de ficção científica. Este desenvolvimento em larga expansão tem gerado uma oferta cada vez maior de soluções tecnológicas, inclusive na indústria da construção civil.

Com objetivo de reunir e divulgar as novidades da área, ocorrem anualmente e em paralelo os eventos Spar3D Expo & Conference, voltado para tecnologias 3D, e AEC Next Technology Expo + Conference com foco no mercado da construção civil. Por quase duas décadas, o SPAR 3D tem sido o principal evento internacional para a aplicação da tecnologia 3D na indústria.

 

USE AEC SPAR Wednesday Photos PRINT Size Easy Resize com

 

Complementar ao escâner fixo, o escâner móvel vem surgindo em versões numerosas que visam atender diversos mercados, cada um com sua especificidade. O NavVis M6 é um escâner sobre rodas baseado no sistema LIDAR, que ao ser conduzido por um operador escaneia os ambientes em movimento gerando uma nuvem de pontos.  A GeoSLAM propõe soluções ainda mais versáteis como escâneres móveis de pouco mais de 1kg que não precisam de uma base. Baseados no sistema de localização e mapeamento simultâneo SLAM combinado com o LIDAR, o próprio operador carrega o equipamento na mão permitindo o acesso em locais estreitos.

Buscando oferecer uma solução mais econômica para um público que não necessita da precisão oferecida pelos escâneres a laser, encontramos o uso da fotogrametria na captura de realidade e geração de nuvem de pontos. A Matterport oferece um produto que escaneia ambientes utilizando fotografias e infravermelho. O registro das cenas e geração da nuvem são feitos em uma plataforma online própria. E outra solução é o uso do software Pix4D que permite a geração de nuvem de pontos a partir de diversos formatos de vídeo e fotografias, tanto por câmeras convencionais quanto de drones.

 

USE AEC SPAR Tuesday Photos PRINT Size Easy Resize com

spard

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Marcelo Rodacki, Sócio-proprietário da WRodacki.

Imagens: Divulgação

 

VASAP Design lança linha assinada por Guto Indio da Costa

WhatsApp Image at

Vasap cria produtos a partir da reciclagem do plástico, recolhido por catadores de lixo, tornando-os peças de design assinado.

 

Em um ano de pesquisas, estudos e testes, a Vasap Design, em parceria com o designer Guto Índio da Costa, reserva um dos grandes lançamentos da marca para 2022, a linha de regadores Flua.

Criada com 10 diferentes versões de cores: Azul Macaúba, Terracota, Branco Mármore, Preto Absoluto, Cinza Claro, Verde, Areia, Vermelho, Argila e Preto Mármore, na medida: 33cm x 20cm x 12cm, possui design contemporâneo, fluido, que valoriza as formas orgânicas da natureza, fazendo alusão a água que assume o formato do recipiente onde se encontra.

“Flua trata da celebração dos fluxos e da vitalidade. O ato de regar uma planta é também um ato de auto cuidado. A casa assume cada vez mais o espaço de auto expressão e trazer a natureza para perto é decidir viver rodeado de vida.”, ressalta Guto Índio da Costa. “O fato de a VASAP produzir de forma sustentável, utilizando polietileno 100% reciclável, reverbera também com o conceito de pureza do produto. É um design que resgata e enaltece as formas naturais”, conclui.

Assim, como todos os produtos da Vasap, os regadores foram criados a partir da reciclagem do plástico, recolhido por catadores de lixo, tornando-se peças de design assinado.

 

WhatsApp Image at

 

Vasap Design

De origem goiana, a Vasap Design, cujo propósito é transformar lixo em objeto de desejo, desenvolveu uma receita única no mundo em que reutiliza o polietileno (PE) – um dos plásticos mais importantes da atualidade – e transforma em vasos assinados por grandes nomes do design brasileiro. O material encontrado em tampinhas de garrafa, engradados de cerveja, embalagens e brinquedos descartados são recolhidos por meio de parceria com catadores de lixo e cooperativas.

Entre os designers brasileiros convidados, que já assinaram linhas de produtos para a Vasap Design, estão Marcelo Rosenbaum em parceria com a Fetiche Design, Leo Romano, Maurício Arruda, Zanini di Zanine, Alex Hanazaki e André Lenza, cujo sua linha chamada Karajá foi três vezes premiada internacionalmente, com os prêmios Casa Vogue, Paris Design Awards e Loop Design Awards).

Com essa receita desde o seu início em 2018, a Vasap Design já retirou mais de 1.900 toneladas de lixo da natureza para transformá-las em vasos decorativos. Os produtos são vendidos em todo o Brasil, em lojas de revenda, e tem como principais parceiros a empresa varejista de móveis Tok Stok e Leroy Merlin, além dos principais marketplaces do mercado.

www.vasap.com.br 

 

WhatsApp Image at