Design Fundamental

Easy Resize com

Proposta de instalação de laboratório no Reino Unido explora o potencial de Biomaterial no desenvolvimento urbano.

 

 

Investigando a relação entre crise ambiental e a atividade arquitetônica, o arquiteto Kyle Crossley propõe o “DAMAGED EARTH”, complexo laboratorial localizado em Castlefield, Reino Unido. O projeto explora a bio-regeneração como uma ferramenta para o desenvolvimento urbano futuro, usando sistemas naturais para a criação de energia renovável, alimentos e materiais biológicos, mitigando os efeitos adversos das mudanças climáticas.

As ameaças ao clima são existenciais e os edifícios são extremamente cúmplices. No Reino Unido, consomem  40% da energia e representam quase metade das emissões globais anuais de GEE (gases de efeito estufa). O dióxido de carbono (CO2) é o principal agente da mudança climática, tornando tais construções, por associação, profundamente responsáveis. Algumas dessas conseqüências incluem invernos mais úmidos, elevação do nível do mar, inundações extremas, ondas de calor e secas.

 

“A mudança climática é o problema de design fundamental do nosso tempo. Como arquitetos somos confrontados com uma escolha: podemos refazer nossos edifícios ou continuar os negócios como de costume e viver com as consequências.” – Kyle Crossley, arquiteto.

 

Easy Resize com

 

Easy Resize com

 

DAMAGED EARTH foi projetado para suavizar as mudanças climáticas usando purificadores de ar naturais, recursos de energia renovável e soluções alimentares sustentáveis. As três principais instalações incluem centros de pesquisa baseados em algas em ambos os sistemas de fachada para criar biocombustíveis, bem como fazendas de algas para experimentação nutricional.

 

Easy Resize com
Instalação de crescimento colaborativo

 

Easy Resize com
Laboratório de crescimento de materiais biológicos

 

O projeto também incluirá instalações de pesquisa, investigando biomateriais inovadores que possam ser usados ​​e cultivados na própria arquitetura. Novas ideias serão testadas, fornecendo as condições específicas de crescimento da vegetação em suas várias fachadas, enquanto vários laboratórios também atenderão às necessidades de cientistas especialistas que irão trabalhar, ensinar e descobrir tecnologias para combater o aquecimento global.

 

Easy Resize com
Biblioteca – espaço de trabalho compartilhado

 

Easy Resize com
Instalação de filtragem de algas

 

Easy Resize com
Instalação de tratamento de alimentos – algas

 

 

 

 

Por Redação
Imagens: Kyle Crossley

A casa durante e após o isolamento social – EP 3

Easy Resize com

EPISÓDIO 3 – ESPAÇOS HÍBRIDOS

 

O projeto Web Casa e Mercado Debates convida especialistas para interagir com Você sobre a “A CASA DURANTE E APÓS O ISOLAMENTO SOCIAL”. A série está sendo transmitida ao vivo pelo canal Casa e Mercado no Youtube.

 

 

Debatedores convidados

Sonia Primo – Consultora TI
Lula Gouveia – Arquiteto
Roberta Rampazzo – Designer de móveis
Vagner Barbosa – Historiador e mediador

A casa durante e após o isolamento social – EP 2

CAPA vídeos Easy Resize com

EPISÓDIO 2 – ARQUITETURA: VERTICALIDADES E HORIZONTALIDADES

 

O projeto Web Casa e Mercado Debates convida especialistas para interagir com Você sobre a “A CASA DURANTE E APÓS O ISOLAMENTO SOCIAL”. A série está sendo transmitida ao vivo pelo canal Casa e Mercado no Youtube.

 

 

Debatedores convidados

Denise Barretto – Arquiteta
Eliana Taniguti – Engenheira
Rubens de Almeida – Engenheiro e jornalista
Vagner Barbora – Historiador e mediador

A casa durante e após o isolamento social – EP 1

CAPA vídeos Easy Resize com

EPISÓDIO 1 – A RESSIGNIFICAÇÃO DA CASA

 

O projeto Web Casa e Mercado Debates convida especialistas para interagir com Você sobre a “A CASA DURANTE E APÓS O ISOLAMENTO SOCIAL”. A série está sendo transmitida ao vivo pelo canal Casa e Mercado no Youtube.

 

 

Debatedores convidados

Daniel Corsi – Arquiteto e Urbanista
Flávia Garcia – Psicoterapeuta
David Kallás – Doutor em estratégia
Vagner Barbosa – Historiador e mediador

 

 

Aquecedores DE ÁGUA

Imagens Recorte Instagram Easy Resize com

A busca pela eficiência energética e redução do consumo hídrico.

 

 

Se o uso racional de energia elétrica e a redução de consumo de água são hoje aspectos, em projetos inclusive de interiores, absolutamente relevantes com relação à promoção do menor impacto possível ao meio ambiente, deve-se balizar adequadamente as escolhas quanto a equipamentos de aquecimento de água, considerando-se as várias tecnologias disponíveis no mercado. 

Quanto ao aquecimento a gás (os aparelhos funcionam com gás natural ou com gás liquefeito de petróleo), há basicamente dois tipos de equipamentos para fins residenciais: por passagem e por acumulação. Nos aquecedores por passagem, a água é gradualmente aquecida ao passar por um sistema de serpentina disposta ao redor de uma câmara de combustão, ou seja, dispensando assim reservatório por acumulação. 

Já os por acumulação, o aquecimento ocorre também através de passagem de água por sistema de serpentina, tendo no entanto reservatório por acumulação (água aquecida armazena-se em tanque instalado em forros ou em armários apropriados). A significativa vantagem dessa tipologia é a de sempre existir quantidade razoável de água quente em seu interior e chegar mais rapidamente ao ponto de uso.  Permite ainda atender diversos pontos de consumo ou mesmo um ponto de maior demanda, como banheiras, por exemplo. Vários são os modelos existentes no mercado, dos mais simples aos mais modernos, onde então são embarcadas tecnologias digitais. Importantes as estratégias das empresas fabricantes. 

De acordo com Paulo Galina, gerente de marketing da Lorenzetti, “para economizar na hora do banho, os consumidores também devem procurar, no momento da compra, aquecedores de água a gás que possuam classificação ‘A’ identificados na ENCE (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia), fornecido pelo INMETRO, e selo CONPET de eficiência energética”. Essas certificações garantem que os produtos são mais econômicos e eficientes. Com relação aos aquecedores de água elétricos, Paulo Galina, Lorenzetti, destaca “o aquecedor Versátil, que oferece água quente instantaneamente, sem que se perca tempo para o aquecimento esperado para a realização das atividades, evitando desperdício hídrico e de energia elétrica e garantindo total conforto”. 

 

 

Easy Resize com

 

 

Indicado para utilização em residências com baixa pressão até 20 m de coluna de água, o Aquecedor elétrico Versátil, da Lorenzetti, é ótima solução de aquecimento de água para a pia da cozinha ou lavatório pois permite a utilização direta com torneiras, misturadores e monocomandos. Proporcionando água quente instantaneamente, possui 3 temperaturas e fácil acesso para troca rápida de resistência.  

 

 

 

 

Conforme a Rinnai, seu principal diferencial, enquanto fabricante, é “não abordar o tema de eficiência energética com ‘balas de prata’. A combinação de soluções, o correto dimensionamento e sua adequação às necessidades de cada projeto são essenciais para atingir o nível máximo de eficiência¨, diz Leonardo Abreu, gerente de marketing da marca. “Ajustar o equilíbrio entre aquecedores de passagem e reservatórios, entre gás e solar, é a chave para um projeto de aquecimento eficiente”, complementa. Destaque para o Smartstart: ¨é muito importante mencionar que, para sua eficaz aplicação, ele deve estar integrado na concepção do projeto hidráulico. Ao promover a circulação de água quente, evita-se o desperdício de água em espera; por funcionar apenas em horários programados (ou pela ação do usuário), evita-se o desperdício de gás¨, ressalta. 

Os aquecedores elétricos também podem ser divididos entre de passagem e de acumulação, estes também chamados de boilers, com formato similar aos aquecedores a gás de acumulação, espécie de cilindro metálico. A água acumula-se nesse cilindro e permanece aí aquecida por resistências elétricas. Dentre as vantagens, eficácia na produção de água quente que chega rapidamente ao ponto de consumo e possibilidade de atender diversos pontos de uso. Como apresenta alto consumo de energia, pois trabalha ininterruptamente para manter a água aquecida, para a redução do consumo de energia, aconselha-se a instalação de um relógio que acione o sistema em horários programados do dia, deixando-o desligado o restante do tempo. 

Já o sistema básico de aquecimento de água através da energia solar é composto de coletores solares e reservatório térmico. As placas são responsáveis pela absorção de radiação do sol e o calor captado é transferido para a água que circula no interior de suas tubulações de cobre. O reservatório térmico é um recipiente para armazenamento da água aquecida (cilindro de cobre, inox ou polipropileno, isolado termicamente). Assim, a água é conservada aquecida para consumo posterior, ressaltando que a caixa de água fria é quem alimenta o reservatório térmico do aquecedor solar, mantendo-o sempre cheio. Em sistemas convencionais, a água circula entre os coletores e o reservatório térmico através de um sistema natural chamado termossifão. Mas a circulação de água pode ser feita também através de motobombas, processo chamado de circulação forçada ou bombeado, utilizadas em piscinas. 

Quanto a expectativas tecnológicas do setor, a Rinnai lançou, ao final de 2019, um módulo controlador WiFi para alguns modelos de sua linha de aquecedores a gás (E17, E21, E27 e E33). “Esse módulo hoje permite o controle do ajuste de temperatura do aquecedor, obtenção de relatórios de uso e consumo e definição de parâmetros para economia, como limitação do tempo de banho”, informa Leonardo de Abreu. “Para o futuro, a ideia é integrar esses dados com a possibilidade de serem acessados por assistentes técnicos remotamente, para diagnóstico de eventuais problemas e, também, para interligar outros aparelhos como, por exemplo, o Smartstart”, sintetiza. 

 

 

Easy Resize com

 

 

O módulo controlador WIFI permite que aquecedores Rinnai sejam monitorados e controlados através de smartphones, com relatórios de uso e consumo. É possível ainda ajustar a temperatura através do aplicativo e estimar tempo e custo de banho, obtendo relatórios de uso e diagnóstico. Compatível com os modelos E17, E21, E27 e E33 – nas versões Top e Standard. 

 

 

 

 

Para a Lorenzetti, ”o mercado de aquecedores de água a gás tem se estabelecido rapidamente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, cenário este impulsionado principalmente pelas grandes e médias construtoras, em que os novos apartamentos estão sendo entregues com os pontos hidráulicos e de gás prontos para receberem os aquecedores a gás. A tendência é que esse crescimento acelerado prossiga”. 

Sobre aquecedores elétricos, “a busca pelo conforto em atividades rotineiras é o principal motivo para o estímulo da compra. Nos dias mais frios, essa procura fica ainda mais acentuada, período em que fazer a barba ou lavar a louça carecem de água aquecida para que as tarefas sejam executadas com mais conforto. O conforto do lar se torna uma das principais premissas e o aquecedor elétrico é um forte aliado nesse sentido”, finaliza Galina. 

 

 

 

 

 

Por Redação
Imagens: Divulgação

 

 

ALTO PADRÃO, baixo impacto

Easy Resize com

Utilizar as inclinações do terreno e a incidência solar para otimizar o projeto garantiu iluminação e ventilação naturais, além de uma bela vista à residência de 600 m². 

 

Antigos conhecidos do escritório Sesso e Dalanezi, os moradores paulistanos adquiriram um novo terreno em Itatiba, no interior de São Paulo, para a construção da casa de veraneio da família. Os arquitetos construíram a casa em módulos, deixando a área íntima avançar em balanço sobre o terreno, o que permite ter vista panorâmica da cidade e também para a área de lazer, localizada entre as alas íntima e social, em um platô inferior, acessado por passarelas. 

 

“Participamos do projeto desde a compra do lote e identificamos que a implantação deveria obedecer a um estudo solar para melhor aproveitamento da luz natural e funcionamento das placas fotovoltaicas, além de criar um espaço onde a vista pudesse ser contemplada de camarote. ” – Marcelo Sesso.  

 

Além de um cronograma racional para causar baixo impacto à natureza local durante a construção e evitar desperdícios de materiais, os proprietários também solicitaram alguns recursos ecológicos, como a captação de águas pluviais para o uso doméstico, através da automação para otimização da água e economia de energia. A aquisição de produtos como madeira de demolição de fornecedores locais, revestimentos e mobiliário recicláveis ou de reflorestamento também são parte dos aspectos sustentáveis desta obra. As áreas interna e externa, são revestidas pelo cimentício Etrusco, da Castelatto, que oferece bom escoamento e é produzido com técnicas e materiais ecológicos. 

A construção se divide em dois blocos, que delimitam a ala social – em alvenaria com acabamento – e a íntima revestida com ripas de madeira cumarú. Neste bloco, as portas correm para dentro dos painéis e ficam camufladas. 

 

Easy Resize com

 

O bloco social é aberto, com um amplo caixilho e uma laje projetada pela engenharia, para não haver pilares na varanda. Os materiais são sempre naturais, como a pedra Guarujá que reveste a área gourmet e as ripas de Cumarú no forro. 

A sala de estar e jantar são privilegiadas pela iluminação zenital, proveniente dos vãos fechados com vidro, próximos ao forro. Um recurso sustentável, pois banha o ambiente com luz natural evitando o uso da luz elétrica durante o dia. 

 

Easy Resize com

 

Easy Resize com

 

Pequenas espécies de samambaias compõem uma parede verde, que reveste o módulo inferior da casa. O paisagismo é assinado pela Raízes Paisagem & Jardim, da paisagista Vânia Felchar e o mobiliário de varanda é da MAC Móveis. 

A horta oferece temperos frescos aos proprietários, que tem a gastronomia como um hobby. No bloco ao lado, está a academia particular e o home office, onde as placas fotovoltaicas captam a luz solar para transformá-la na energia elétrica que abastece parte da casa. 

 

Easy Resize com

 

Easy Resize com

 

“Nossos projetos refletem o que acreditamos como arquitetura comportamental. Nossas experiências nos fazem viver e aprender com a arquitetura. Imprimimos tudo isso a cada traço, contribuindo para o bem-estar dos nossos clientes.” – Sesso e Dalanezi. 

 

planta

 

 

 

 

 

Por Redação
Imagens: Divulgação

 

ECLÉTICO, prático e elegante

A reforma de dois imóveis com plantas semelhantes teve como briefing a locação por temporada, o que levou os arquitetos a criar total integração em projeto prático e versátil.  

 

 

A inspiração para a reforma dos dois apartamentos de 49 m² veio do objetivo de torná-los procurados em aplicativos de locação de imóveis. O projeto de interiores deveria seguir um estilo eclético e facilmente adaptável a diversos perfis de clientes. Duas soluções foram criadas, para que cada imóvel com plantas semelhantes e a mesma proposta comercial, atingissem seu objetivo.  

A arquiteta e o engenheiro civil do escritório Arkhé Arquitetura tiveram pela frente o desafio de projetar e executar as reformas junto com os fornecedores, respeitando o cronograma de apenas 45 dias. No projeto de interiores, o forro rebaixado e cortina blecaute foi a maneira encontrada pela dupla para separar o dormitório da área social. O visual contemporâneo ficou por conta dos móveis planejados da Romanzza e do mobiliário da Tok&Stok. A consciência ambiental tem sua presença registrada na escolha de tecidos ecológicos, além de serem feitos os descartes corretos de cada material. Até o entulho gerado pela remoção das vedações foi aproveitado em outra obra do escritório. 

 

“As duas soluções desenvolvidas para o projeto foram concluídas com sucesso, fazendo com que os imóveis tenham muita procura para a locação.” – Ana Beatriz Nunes Möller e Cleber Ely MöllerArkhé Arquitetura. 

 

FOTO APTO Easy Resize com

 

FOTO APTO Easy Resize com

 

O conceito, contemporâneo com referências vintage e decoração considerada pelos profissionais como universal, foi pensado para agradar todos os perfis de locatários. Os espaços projetados de forma personalizada faz com que tudo tenha seu lugar exato, facilitando a circulação interna. O porcelanato York SGR, da Cecrisa, confere aconchego e elegância; toda a parte de pedras, da MGM Mármores foi escolhida visando praticidade. 

 

FOTO APTO Easy Resize com

 

Multifuncional, a mesma bancada que separa o quarto da varanda, serve também como área de trabalho. Um espaço essencial para esse tipo de imóvel, que tem como público principal empresários viajando a trabalho.  

 

FOTO APTO Easy Resize com

 

FOTO APTO Easy Resize com

 

Com muita integração de espaços, o imóvel traz um visual moderno, com o aproveitamento da coleção de tapetes e almofadas do cliente, além de receber quadros da Telhanorte Morumbi. Toda a base dos móveis segue uma paleta neutra, proporcionada pelos revestimentos, pintura e mobiliários, além do painel de madeira que é protagonista da área social.

 

FOTO APTO Easy Resize com

 

FOTO APTO Easy Resize com

 

 

 

 

 

Por Redação
Imagens: Sidney Doll

 

 

 

Concurso Parklet 4.0 destaca melhores projetos

recortecapa

Projetar elege ganhadores em disputa que propõe criação de espaços de convivência urbana.

 

Elaborada pelo Portal Projetar, a disputa rendeu projetos atraentes à convivência pública, dotados de tecnologia, em seu 34º concurso de arquitetura à acadêmicos e jovens profissionais.  

O desafio foi criar, em local à própria escolha, um Parklet 4.0, com o objetivo de explorar as interseções entre arquitetura e tecnologia como um espaço de convivência urbana no âmbito da indústria 4.0. O resultado destacou três ganhadores e ofereceu quatro menções honrosas, dentre os 189 projetos recebidos das cinco regiões brasileiras.  

Como um projeto efêmero de pequena escala e rápida implantação, cujo propósito é promover a convivência urbana, o parklet apresenta-se como o objeto ideal para que esta experimentação se materialize. A ideia do concurso surgiu diante deste período de isolamento social em razão da pandemia causada pelo COVID-19, quando se explicita a carência de convívio em espaços urbanos e, ao mesmo tempo, nota-se o papel central da tecnologia em favor da superação de tal dificuldade, no intuito de provocar a exploração e descoberta de um novo universo de possibilidades projetuais aberto pela revolução digital. 

 

“Essa interseção entre convívio social e tecnologia, que vemos se desenvolver de inúmeras formas em meio à crise que enfrentamos, nos inspirou a propor um desafio arquitetônico que também mistura os dois universos, imaginando que em um futuro próximo as pessoas voltarão a ocupar as cidades, ávidas por oportunidades de socialização.” – Portal Projetar 

 

1º COLOCADO

Paola Bonetto Ferrari 

Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG – Belo Horizonte/MG 

t ccbfacdefbedefb Easy Resize com

2º COLOCADO

Larissa de Carvalho Fioravante 

Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora – CES/JF – Juiz de Fora/MG 

t ccdffdcbdaffef Easy Resize com

 

3º COLOCADO

ROGER MARCUS DA SILVA DA COSTA 

Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ – Rio de Janeiro/RJ 

t ebfabfc Easy Resize com

MENÇÕES HONROSAS

Matheus Vieira de Paiva 

Universidade Paulista – UNIP – São Paulo/SP 

aaacbefbcad Easy Resize com

Laura Flach Aurvalle 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS – Porto Alegre/RS 

x Easy Resize com

Maria Izabel Feitosa Barbosa 

cecbccefabcde Easy Resize com

 

Iago Almeida Alves  

Universidade Federal de Roraima – UFRR – /RR 

aefdb Easy Resize com

Por Redação

Imagens: Divulgação

 

 

Wood Frame!

Versátil, sistema construtivo Wood Frame é opção ágil e econômica.

 

 

O sistema construtivo Wood Frame vem ganhando força no Brasil, graças à agilidade e economia oferecidas por este formato, que garante a utilização de materiais nobres e um resultado final de grande qualidade. É justamente por seus benefícios que os Estados Unidos, Europa, Austrália e Nova Zelândia projetam e constroem amplamente nesta solução.  

Dentre as vantagens do sistema, destaca-se a baixa condução térmica e o conforto proporcionados por um ambiente projetado em madeira, mantas termoacústicas e diferentes tipos de revestimento. A eficiência energética dessas construções é superior a dos modelos pré-existentes no mercado, o que garante menor gasto com aquecimento e resfriamento do ambiente.  Também merecem destaque a rapidez com que a obra é finalizada, a economia e a qualidade final da construção, com paredes sem rachaduras, facilidade na manutenção e uso de matérias-primas renováveis.

 

“O principal insumo utilizado no Wood Frame é a madeira de florestas renováveis e de rápido crescimento, como o pinus, por exemplo. Além disso, os materiais agregados ao sistema são, em sua maioria, industrializados, o que contribui para a diminuição de resíduo. Nem sempre será possível reduzir completamente os custos de uma construção, mas certamente o Wood Frame nos possibilita realizar a obra com muita qualidade, garantindo ao proprietário uma considerável economia com manutenção ao longo da vida útil da edificação” – Fernando Bolsoni – Bolsoni Construtora, uma das pioneiras de Wood Frame no Brasil. 

 

Easy Resize com

 

 

Com a industrialização dos insumos é possível planejar melhor o andamento da obra e ter alto controle no processo construtivo, tempo de entrega e na qualidade final. Com redução de mais de 80% nos resíduos e desperdícios de materiais utilizados na construção, o sistema otimiza o trabalho dos operários, reduzindo o estresse e melhorando a produtividade e a segurança de todos.

A execução dos projetos ganha muita agilidade e praticidade, pois são utilizados materiais pré-fabricados dentro de normas e técnicas que propiciam padronização. Mas versátil, o arquiteto ganha liberdade para trabalhar com revestimentos e acabamentos dos mais variados tipos. As paredes internas podem ser constituídas de gesso acartonado, placa cimentícia e ou madeira. As mantas isolantes apresentam ótimo desempenho e podem ser instaladas nas paredes internas e externas, forros e telhados de acordo com as necessidades do projeto. Lajes e telhados são estruturados em madeira, telhas convencionais ou aço.

 

Easy Resize com

 

Easy Resize com

 

 

 

No piso são colocadas placas estruturais ou placas cimentícias, que podem ser revestidos por qualquer tipo convencional, desde cerâmico, vinílico, laminados até carpete. A laje seca é uma estrutura em madeira com painel sob ou mista com contra piso. A diferença entre a laje seca e a laje mista é que na laje mista é colocada sobre o OSB uma placa cimentícia ou um contrapiso. 

É comum a utilização da fundação radier, que é uma laje de concreto armado em contato direto com o terreno e que abrange toda a área da construção. Nela atuarão as cargas dos pilares e paredes. Esse tipo de fundação é recomendado quando os sistemas estruturais são leves eapresenta vantagens como baixo custo e rapidez na execução, além de redução de mão de obra se comparada a outros tipos de fundação superficiais.

 

Easy Resize com

 

 

O uso de madeira de reflorestamento, tratada e certificada, de materiais isolantes e de outras matérias primas renováveis e sustentáveis, permite um menor consumo de energia em um ambiente com temperatura agradável, de maior conforto térmico e acústico. As madeiras para estrutura são selecionadas e projetadas de acordo com as cargas de peso vertical e horizontal (vento) e deverão passar por rigoroso controle de qualidade e tratamento antes de serem usadas. 

A madeira ideal para o sistema de construção em Wood Frame é levada a uma estufa onde é retirado o ar existente no interior das células da madeira, preenchido por preservativos contra insetos e fungos e submetidas a uma forte pressão para que o produto penetre em cada poro da madeira. Após esse processo a madeira deverá ser novamente colocada em estufa de secagem para que o percentual de umidade não ultrapasse os 15% de umidade, sendo que o ideal é 12%. 

Os tipos de estruturas utilizados variam entre montantes, vigas e colunas de pinus autoclavado, colunas e vigas de aço e vigas engenheiradas de madeira. Dentre as vantagens no uso das vigas de madeira estão a leveza e alta resistência, a capacidade de vencer grandes vãos e a fácil instalação.  

 

Easy Resize com

 

Easy Resize com

 

Easy Resize com

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Bolsoni Construtora, Engenharia Minuto e Escola Engenharia.  
Por Redação
Imagens: Divulgação