Emotivo e VIBRANTE

ZA SouthVilla Int nv HR Easy Resize com

SAOTA, ARRCC e OKHA combinam luxo com maturidade e sofisticação neste projeto de design contemporâneo.

 

South Villa é uma cobertura de cinco andares nos premiados apartamentos Clifton Terraces em Victoria Road, Cidade do Cabo. Sua posição elevada sobre a icônica Cabeça de Leão tem vistas extravagantes do oceano e pontos turísticos locais, como Table Mountain e as praias intocadas de Clifton. O edifício, com 8240 m2 de área total, projetado pelo escritório SAOTA, imita os contornos existentes na paisagem ao seu redor, garantindo sensivelmente que as vistas dos locais vizinhos não fossem afetadas por sua construção.

Saliências profundas e a paleta natural de materiais se misturam ao ambiente, enquanto terraços paisagísticos em cada nível garantem que o edifício se instale organicamente com seu entorno. A decoração interior e arquitetura de interiores, da ARRCC e da OKHA, tem conexões estilísticas com o estilo modernista do período Art Deco dos anos 1920 e 30. Entrando em Clifton Terraces através de sua área de recepção revestida de pedra, um elevador privado sobe seis níveis até a cobertura e abre para um corredor com um painel completo de mármore Fantasy antes de chegar ao saguão privado da cobertura. 

 

foto Easy Resize com

foto Easy Resize com

foto Easy Resize com

 

Cada apartamento une tecnologia, funcionalidade e segurança, repletos de sofisticação. Através do sistema de automação residencial perfeitamente integrado, quase qualquer aspecto do South Villa pode ser controlado remotamente e personalizado, incluindo o elevador, piscina e Wi-Fi. Há uma ampla gama de móveis OKHA projetados sob medida em áreas-chave em todo o ambiente, enfatizando o poder da forma, massa e materialidade. “Não querendo superpovoar um espaço, aumentamos a escala das poucas peças selecionadas dentro dos cômodos, dando a cada forma amplo espaço para se comunicar”, diz Adam Court, diretor e designer da OKHA. A área de convivência, por sua vez, abre em um terraço de 150 m² que possui uma piscina aquecida retangular elevada, com vista de 360 graus durante todo o ano de Clifton e Table Mountain. 

 

foto Easy Resize com

 

A cobertura funciona como uma galeria de arte privada, com curadoria da OKHA em colaboração com o cliente e apresenta obras de galerias como SMAC, What If the World e Southern Guild. Entre os artistas em destaque estão nomes como Chris Soal, Galia Gluckman, Michele Mathison, Alexandra Karakashian, Mongezi Ncaphayi, Pierre Vermeulen, Chuma Maweni e Atang Tshikare.

A tensão emotiva entre cores, materiais, tato, formas e espaços simbioticamente contribuem para a narrativa geral do design. O detalhamento clássico da parede ganhou vida com uma paleta de cor contemporânea introduzindo cinzas mal-humorados e acabamentos texturizados, somados à uma camada provocativa de acentos de carvalho e latão.

 

foto Easy Resize com

 

O caráter dos móveis não é alcançado através da ornamentação, mas de acordo com os princípios do modernismo do estilo, utilizando uma articulação clara, com escala desempenhando um papel importante. A mesa de jantar Morpheus em forma de trapezoide duplo com base em tubos de aço é um destaque à parte.

 

foto Easy Resize com

 

ARRCC usou um clássico painel de parede com costelas em um rico verde escuro no quarto principal que, juntamente com piso de madeira, ecoam os pinheiros do Cabo que emolduram as janelas voltadas para a Baía de Camps. A cama personalizada com cabeceira multi painéis em Carvalho e cana francesa, e a poltrona larga e baixa em rico veludo verde foram feitos sob medida pela OKHA. No banheiro principal da suíte, espelhos de bronze de cana francesa e carvalho são combinados com lajes de parede a parede em mármore Bianco Carrara.

 

ZA SouthVilla Int nv HR Easy Resize com

ZA SouthVilla Int nv HR Easy Resize com

ZA SouthVilla Int nv HR Easy Resize com

ZA SouthVilla Int nv HR Easy Resize com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: Redação
Imagens: Adam Letch e Niel Vosloo

TERRA: Abraçando a Comunidade e a Conexão

Imagens SITE T Easy Resize com

A Sherwin-Williams se concentra no equilíbrio e na renovação de espaços residenciais e comerciais através das tendências apontadas no estudo de cores.

 

 

A Sherwin-Williams, apresenta o Colormix® Tendência de Cores 2023: TERRA, uma coleção de tons que envolve regeneração, criatividade, cuidado, conexão e alegria. A previsão anual com 40 cores abrange paletas com curadoria inspiradas na conexão natural das pessoas e seus espaços.

“Estamos intencionalmente em uma jornada que nos permite experimentar cores bonitas e vivas à medida que evoluímos”, explica Patrícia Fecci, gerente de marketing para serviços de Cor & Design da Sherwin-Williams. “Nossa conexão com a Terra, melhores lembranças e futuras esperanças é o que influencia a nossa perspectiva global para os próximos meses. Essas inspirações afetam nossos espaços comerciais tanto quanto nossas casas. Abraçar a ideia de TERRA no design, oferece uma nova maneira de viver que será definida pelo equilíbrio, presença, apoio e a alegria duradoura do que nos espera”, traduz Patrícia.

A equipe de profissionais de Previsão Global de cores da Sherwin-Williams, liderada por Sue Wadden, diretora de marketing de cores da Sherwin-Williams, conduz uma extensa pesquisa a cada ano, e se reúnem em um workshop intensivo para estruturar a previsão de cores, e preparar o cenário do próximo ano. Todos os tópicos de influências são considerados – da mudança climática à saúde mental – e temas emergentes que devem impactar o mercado são cuidadosamente traduzidos em cores e paletas coesas.

A coleção Colormix de 2023 apresenta ricos tons da terra, argilas naturais, areias de dunas queimadas, neutros repousantes e tons pastel acinzentados.

 

Terra – Colormix® Tendência de Cores 2023

São 40 tons definidos em quatro paletas: Bioma, Saberes, Essencial e Origem.

 

Bioma

Com base nos componentes de um ecossistema em constante transformação, a paleta Bioma exalta as semelhanças entre uma Terra abundante e a busca pelo equilíbrio. Esta paleta encontra sua inspiração na biofilia, minimalismo orgânico e na simbiose. A naturalidade do Jangada de Bambu SW 7501 complementa a serenidade do Bronze Conectado SW 7048, entre outras combinações tranquilas e sofisticadas.

eb aa d ecf Easy Resize com

 

Saberes

A paleta Saberes inspira-se no conhecimento que atravessa séculos e culturas. Os tons dessa paleta nos convidam à reconexão com uma intrínseca mistura de vermelhos argilosos, tons pastel acinzentados e tons inspiradores de joias preciosas. Enquanto Flor de Malva SW 0062 sussurra uma beleza sutil, o Pavão Misterioso SW 0064 induz a uma atitude ousada.

d a d adfaad Easy Resize com

 

Essencial

Lugares escondidos geralmente podem ser os mais terapêuticos e a paleta Essencial nos ajuda a encontrar esse reino de energia restauradora. Marrons terrosos e brancos de alma suave complementam a paleta de tons quentes e que exalam amor e bondade. Influenciado por rituais diários de bem-estar, as cores de Essencial remetem a argilas naturais e areias de dunas queimadas pelo sol, como o Pavê de Chocolate SW 6053 e a Areia Fofa SW 6058, ressaltando a calmaria e quietude.

abdadb aa a af bfcddd Easy Resize com

 

Origem

Para traçar um caminho pela selvagem e maravilhosa paisagem de nossas vidas, a paleta Origem coloca em camadas nossas primeiras memórias e futuras esperanças, criando vibrações positivas e alegrias para o momento presente. Tons como Uva Exuberante SW 6293, Apimentado SW 6615 e Canarinho SW 6905 são magnéticos e de espírito livre.

Origem Easy Resize com

 

Conheça em detalhes o Colormix 2023

Todas as 40 cores da previsão estão disponíveis nas lojas Sherwin-Williams em todo o país.A marca também disponibiliza o ColorSnap Visualizer, aplicativo de paleta de cores, que possibilita relacionar as cores das fotos contidas no celular e fazer combinações com as cores da Sherwin-Williams, além de possibilitar enxergá-las através de simulações em ambientes. A ferramenta é gratuita, intuitiva e está disponível para Android e iOS.

Para mais informações acesse o site: www.sherwin-williams.com.br

Redes sociais:
www.facebook.com.br/sherwinwilliamsbrasil
www.instagram.com/sherwinwilliamsbr
br.pinterest.com/swbrasil

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Sherwin-Williams
Imagens: Divulgação

A importância da tecnologia e sua evolução na Arquitetura, Engenharia e Construção

gjZEmYlpjciSbvNmLvRWYjJXZtVWYzFYAWYjFGZlJnOxYDNIDOYDMxozZlBnaucbslDNhJTNygjYYjZEWYhFNYTNATMQWOYTMEzMGJTJEzMGJTJITMMjRyUCNAjMxVLETLfpDN Easy Resize com

Ferramentas digitais e softwares são imprescindíveis para planejamento e concepção de projetos na construção civil.

 

A tecnologia está presente em praticamente todos os segmentos de mercado atualmente e, sua transformação constante, coloca todos esses mercados em uma corrida frenética para acompanhá-la. Na Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC), por exemplo, a tecnologia se faz cada vez mais evidente, com ferramentas e softwares que auxiliam os profissionais da área em seu dia a dia de trabalho. Mas, qual é o impacto da tecnologia nessas verticais?

Atualmente, os setores de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC) representam parte importante da economia brasileira, como aponta o relatório do IBGE de junho de 2021, no qual a indústria de Construção Civil, por exemplo, superou a alta do PIB nacional (1,2%) no 1º trimestre do ano anterior, e registrou 2,1% de aumento em relação ao 4º trimestre de 2020.

O uso de ferramentas digitais e softwares em programas de Arquitetura, Engenharia e Construção oferece inúmeros benefícios aos profissionais destes segmentos, uma vez que auxiliam desde o planejamento até a concepção de um projeto. A redução de custos é uma das vantagens, visto que o uso de tecnologias possibilita a previsão de riscos e erros, e previne, ainda, potenciais acidentes. Dessa forma, não há gastos desnecessários e as empresas podem acompanhar os custos em tempo real, garantindo maior controle de suas despesas.

Além disso, há uma otimização do tempo de trabalho e consequente aumento de produtividade nas companhias de AEC. A modernização no desenvolvimento de um projeto permite a entrega de uma quantidade mais consolidada, completa e consistente de dados aos clientes, os quais não são baseados em cálculos humanos, mas, sim, em ferramentas e softwares eficientes e precisos.

 

Compartilhamento de informações em tempo real

A tecnologia neste meio permite um processo de criação de modelos virtuais com informações técnicas de edificação, no qual diversos profissionais podem colaborar durante o planejamento, viabilidade, execução e operação de um projeto. Neste processo, todos os dados podem ser compartilhados em uma plataforma na nuvem, onde há a garantia de segurança das informações e ampliação na capacidade de armazenamento.

Além disso, graças às ferramentas de armazenamento e compartilhamento de dados, por exemplo, as empresas de AEC podem acessar diariamente seus relatórios, de forma segura e prática, a fim de sanar dúvidas, entender melhor a fase do projeto e qual é sua previsão de término. Por meio do monitoramento de atividades, é possível também mensurar resultados, compreender os pontos de melhoria e obter uma tomada de decisão mais embasada e precisa.

 

Importância da tecnologia para AEC x exigências do mercado

É uma tendência do mercado que todos os softwares, aplicações e tecnologias sejam atualizadas constantemente. Ou seja, uma companhia que não esteja disposta a acompanhar a modernização proposta pelo mercado, provavelmente não conseguirá mais trabalhar ou desenvolver um projeto de uma forma adequada após um tempo, uma vez que as próprias capacidades computacionais das máquinas são atualizadas regularmente e exigem ferramentas e softwares modernos.

No entanto ao optar pela implementação de novos softwares ou utilização de ferramentas digitais, é preciso contar com profissionais certificados na área. Durante todo o processo, é imprescindível ter o apoio de uma consultoria que entenda a importância da tecnologia para AEC e preste um serviço desde o momento da pré-venda, até o suporte após a finalização da implementação dos novos softwares. Desta forma, a empresa se sentirá mais segura e apta para competir com os níveis de exigências tecnológicas do mercado de Arquitetura, Engenharia e Construção.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Jussiane Félix – Solution Sale Specialist da SoftwareONE.

Imagem: Ilustrativa

FEICON abre credenciamento para sua 26ª edição

WhatsApp Image at

Após dois anos, o maior evento de construção civil e arquitetura da América Latina abrirá as portas para o público de 29 de março a 1 de abril

 

A FEICON, maior evento de construção civil e arquitetura da América Latina, anuncia a abertura do seu credenciamento para a 26ª edição da feira, que acontecerá em formato presencial, entre os dias 29 de março e 1º de abril de 2022, no pavilhão do São Paulo Expo, em São Paulo.

O registro voltado aos profissionais do varejo, engenheiros, arquitetos, construtores e outras categorias relacionadas ao setor já está disponível on-line, no site do evento, e é uma oportunidade de garantir, antecipadamente, acesso gratuito aos estandes e conteúdos da feira, que contará com expositores nacionais e internacionais de todos os principais macrossetores do setor.

Analisando o atual cenário econômico, a feira acontece em um momento importante, em que a construção civil nacional está aquecida. De acordo com o levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), divulgado em dezembro, o PIB da indústria do setor apresentou crescimento de 3,9%, no terceiro trimestre de 2021.

“Além de apresentar resultados positivos para a economia nos últimos dois anos, a construção civil passa por um momento de transformação, com a digitalização do varejo, as tecnologias que estão ganhando espaço nos projetos, os sistemas construtivos que estão acelerando as operações, a disseminação das políticas de ESG, entre outros fatores. Este é o momento perfeito para reunirmos os profissionais para apresentação e debates sobre tendências, inovações e dicas de mercado. Assim, seguimos como maior e principal vitrine de negócios desta indústria para a América Latina” –  Lúcia Mourad, Gerente da FEICON.

A feira será a primeira do ano organizada pela RX Brasil (Reed Exhibitions) e estará dividida em quatro macrossetores: acabamentosestruturasinstalações e externos, que incluirão lançamentos de produtos, decorações, segurança, hidráulica, sistemas elétricos, inovações, tecnologias para projetos e sistemas construtivos, além de produtos voltados para sustentabilidade, entre outros.

Além disso, a programação inclui palestras e workshops, que serão divulgados em breve.  O objetivo da FEICON é oferecer aos visitantes um panorama completo e atualizado da construção civil, além de possibilitar negócios, relacionamentos e acesso a tendências e inovações.

O credenciamento antecipado contribui para uma melhor experiência in loco e garante mais tempo para a seleção das atividades e dos estandes a serem visitados.

 

Para se credenciar, obter informações sobre expositores e acompanhar as novidades da feira, acesse: https://www.feicon.com.br/

 

Serviço:

FEICON – 26ª EDIÇÃO

Data: 29 de Março a 1º de Abril de 2022
Horário: Terça a Sexta, das 10h às 20h
Local: São Paulo Expo – São Paulo/SP
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – Água Funda

Informações: https://www.feicon.com.br/

 

WhatsApp Image at

Agenda da construção para 2022

Imagens SITE Easy Resize com

Estratégias para manter a competitividade e o crescimento sustentável no mercado.

 

Iniciamos o ano de 2021 com a economia brasileira trabalhando com uma taxa de juros de 2% e devemos terminar o ano com uma taxa de juros de 9%. Em paralelo a inflação disparou, ultrapassando os 10%, com impactos negativos no poder aquisitivo dos consumidores. No setor da construção, os custos de materiais e o INCC – Índice Nacional de Custo de Construção – ultrapassaram em muito as expectativas, elevando o custo das obras e o preço final dos imóveis. Criou-se uma combinação explosiva e perigosa: queda do poder aquisitivo e juros altos de um lado, e de outro aumento dos preços dos imóveis. Sinônimo de retração do mercado.

Esse cenário macroeconômico e setorial, tem feito com que as empresas incorporadoras e construtoras reflitam e redefinam seus planos de negócios para 2022, e adotem algumas estratégias para manter sua competitividade e seu crescimento sustentável no mercado.

Para contribuir com esse reposicionamento, ressaltam-se alguns pontos que podem contribuir para a elaboração da Agenda da Construção para 2022.

 

Foco em planejamento e gestão A expectativa é a de que o volume de negócios imobiliários continue crescendo, e os preços finais dos imóveis continuem pressionados pelo aumento dos custos dos terrenos, custos de materiais e de mão de obra. O mercado vai se restringir, porém as exigências dos clientes tendem a se elevar e a competição entre as empresas ficará mais acirrada. Nesse cenário, as empresas que tiverem foco em orçamentos realistas, planejamento Lean de suas obras, metodologias ágeis de gestão e controles que assegurem o cumprimento de prazos e custos, terão seus riscos minimizados.

 

Foco na qualidade e no atendimento à norma de desempenho — O aumento do volume de obras e a baixa qualificação profissional, serão fatores de pressão sobre a qualidade das obras, a gestão dos processos e o atendimento ao desempenho das edificações. Por isso recomenda-se o foco na capacitação de mão de obra, atendimento rigoroso à norma de desempenho e demais normas técnicas e implementação de sistemas de gestão da qualidade consistentes que permitam garantir a qualidade e o desempenho dos empreendimentos.

 

Foco no ESG e na sustentabilidade Os fundos de investimentos e os bancos, cada vez mais, vão priorizar as empresas que incorporem em sua gestão os princípios e práticas de responsabilidade ambiental, social e governança. A sustentabilidade e a certificação dos empreendimentos, tendem a ser valorizadas nesse cenário. Recomenda-se fortemente o engajamento das empresas da construção na jornada ESG, assim como a adoção de certificações e diretrizes de sustentabilidade nos seus empreendimentos.

 

Foco na industrialização — Os sistemas construtivos convencionais não serão capazes de atender aos índices de produtividade e eficiência exigidos por um mercado aquecido. A industrialização por componentes e a construção off-site, tendem a assumir um papel relevante para o aumento da produtividade das construtoras. Recomenda-se que as empresas, abram espaço para pesquisas, estudos de viabilidade, visando a adoção de novas tecnologias construtivas, hoje já disponíveis no mercado.

 

Foco na transformação digital O movimento de adoção de tecnologias digitais pelas empresas da construção foi intensificado e agilizado pela pandemia, especialmente nos processos de marketing, vendas e contratos digitais, na implantação do BIM no desenvolvimento de projetos e na implementação de várias tecnologias nos canteiros de obras.  A demanda por soluções digitais deve permanecer em alta em 2022. Recomenda-se que as empresas se familiarizem e tenham acesso a essas tecnologias digitais e ingressem no movimento de transformação digital já em curso no setor.

 

Foco na inovação Cada vez mais, a inovação e as startups adquirem protagonismo, ao apoiar o desenvolvimento de novos produtos, melhorar processos, e criar modelos de negócios. Recomenda-se que as empresas implementem programas de inovação aberta e se aproximem dos ecossistemas de inovação setorial e das startups, com o objetivo de mudar o mindset, se reinventar e gerar resultados para o seu negócio.

 

 

 

 

 

Por Por Roberto de Souza, presidente do CTE – Centro de Tecnologia de Edificações ([email protected])

 

ABRAINC debate inovação e liderança na incorporação imobiliária

Imagens SITE

Evento contará com as presenças dos ministros da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

 

 

A ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) realizará  dia 11/11 o 2º Fórum de Inovação e Liderança da Incorporação (FILI 2021). O objetivo é promover iniciativas de viabilização de negócios da incorporação imobiliária com os principais empresários do setor, empreendedores, investidores e entidades da cadeia produtiva para debater quais as inovações e tecnologias serão essenciais na percepção do mercado e da sociedade.

Neste ano, o evento será híbrido e contará com todos os protocolos de segurança contra a covid-19 no formato presencial. Haverá também transmissão simultânea para os que forem acompanhar online. Entre os destaques desta edição, haverá, na abertura, as presenças dos ministros Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura).

Além dos painéis, o evento terá a apresentação de conteúdos inéditos, como um estudo da ABRAINC, feito em parceria com a Brain Inteligência Estratégica, sobre a jornada de compra do consumidor, tendências e financiamento imobiliário. A consultoria Deloitte trará a prévia do estudo Cadeia da Construção e Cristina Penna, sócia fundadora da Dataland, apresentará, ainda, um levantamento sobre como a inovação pode ajudar na escolha da localização dos empreendimentos.

O encerramento contará, também, com a entrega do Prêmio Produtividade 2021, uma iniciativa da entidade e do Comitê Produtividade do Mesmo Lado cujo objetivo é o de reconhecer os esforços e ampliar a visibilidade de empresas que se destacam no aproveitamento de seu potencial, aumentando a produção e a competitividade.

 

“Vamos debater e analisar as tendências de consumo, como os brasileiros irão comprar imóveis no futuro, o que eles valorizam e quais os problemas deverão ser solucionados pelas construtoras e incorporadoras. Tudo isso alinhado às experiências de iniciativas do mercado imobiliário no contexto de liderança, gestão e inovação”, explica Luiz França, presidente da ABRAINC.

 

Nesta segunda edição, a ABRAINC quer estimular o comportamento criativo alinhado às novas ferramentas e transformação digital no setor e, para isso, promoverá quatro importantes debates:

Inovação e Tecnologia na Construção

Crédito e Financiamento

Experiência do Cliente

Produtividade em Ação

Confira a programação preliminar:

• 9h00 às 9h30 – Abertura: Desafios de Protagonizar o Futuro

• 9h30 às 10h00 – Apresentação do Estudo ABRAINC-Brain: Inovação na jornada de compra.

• 10h00 às 11h00 - Mesa Redonda: ​Fintechs: Avanços no acesso ao crédito, financiamento e gestão de risco, e seguros

• 11h00 às 12h00 – Mesa Redonda: ​Proptechs e Marktechs: Entendendo o consumidor

• 12h00 às 15h00 – Rodada de Inovação e Brunch

• 15h00 às 16h00 – Painel: Soluções Comprovadas – Inovação nos empreendimentos

• 16h00 às 17h00 – Lançamento da 1ª etapa do Estudo da Cadeia da Construção: O Dilema da Produtividade – Deloitte

• 17h00 às 18h00 – Entrega do Prêmio de Produtividade Do Mesmo Lado 2021
*Consulte os valores para participação presencial ou online clicando aqui.
Hotel Grand Mercure – Rua Olimpíadas, 205, Vila Olímpia, São Paulo.
Fonte: ABRAINC
Imagem: Divulgação

18ª edição do Prêmio Talento Engenharia Estrutural apresenta vencedores

museu

Gerdau e ABECE reconhecem os projetos mais importantes da engenharia estrutural do País.

 

A Gerdau, em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (ABECE), anunciou, ontem (19), os vencedores da 18ª edição do Prêmio Talento Engenharia Estrutural durante cerimônia online. Referência nacional na área, a premiação reconhece empresas e profissionais projetistas de estruturas que contribuíram para o desenvolvimento do setor e premia os melhores projetos nas categorias Edificações, Infraestrutura, Jovens Talentos, Obras Especiais e Pequeno Porte. Neste ano, foram mais de 120 projetos inscritos.

As iniciativas vencedoras foram avaliadas por uma comissão formada por profissionais indicados pela Gerdau e pela ABECE seguindo critérios como concepção estrutural, processos construtivos e uso adequado de materiais, originalidade, monumentalidade, implantação harmônica em relação ao ambiente, e esbeltez e deformabilidade. Ao longo de sua história, o Prêmio Talento Engenharia Estrutural acumula mais de 2.800 projetos inscritos e 86 premiados.

 

Conheça a lista completa de vencedores

 

PEQUENO PORTE

• Leandro José Lopes Zabeu – Casa Cigarra – Gama Z Engenharia LTDA – Porto Feliz/SP
MENÇÃO HONROSA

• Gabriel Henrique Ferreira Ruas – Obra Renata Afonso – Bueno Projetos Estruturais – Goiânia/GO
OBRAS ESPECIAIS

• Marcelo Cuadrado Marin – Trimais Places – Leonardi Construção Industrializada LTDA – São Paulo/SP
MENÇÃO HONROSA

• Evandro Medeiros Braz – Usina Eólica Tubarão – Calter do Brasil Engenharia LTDA – Tubarão/SC
JOVENS TALENTOS

• Marcelo Diego Almeida Barbosa – Palatium Residencial Meireles – Norcalc Estrutural – Fortaleza/CE
MENÇÃO HONROSA

• Luiz Guilherme Fernandes Lopes – Mirante da Cevada – Studio Porticus – Campos do Jordão/SP
INFRAESTRUTURA

• Fernando Rebouças Stucchi – Nova Ponte sobre o Rio Guaíba – Egt Engenharia – Porto Alegre/RS
MENÇÃO HONROSA

• Ibere Martins da Silva – Viaduto V3 na duplicação do trecho de serra da Rodovia dos Tamoios – Engecorps Engenharia – Caraguatatuba/SP
EDIFICAÇÕES

• Ricardo Leopoldo e Silva França – Parque da Cidade – Setor C – França e Associados Projetos Estruturais S/S LTDA – São Paulo/SP
MENÇÃO HONROSA

• José Augusto de Avila – Leopoldo 1201 – Avila Engenharia de Estruturas LTDA – São Paulo/ SP
DESTAQUE DO JURI

• Vírgílio Ramos – Casa Brasileira Jorge Coelho – CEC Cia de Engenharia Civil – São Paulo/ SP
MENÇÃO DE SUSTENTABILIDADE

• Alan Dias – Escola Concept – Carpinteria Estruturas de Madeira – São Paulo /SP

• Heloisa Martins Maringoni – Museu Da Língua Portuguesa – Companhia De Projetos Ltda – São Paulo/SP
Fonte: Gerdau
Imagem: Eduardo Knapp

 

Arquitetura e tecnologia: impressão 3D

Arch Printing Easy Resize com

Como a impressão 3D está transformando a indústria da construção civil

 

A impressão 3D, em suas diversas modalidades, é uma tecnologia voltada à prototipagem e à construção de objetos e edifícios de forma rápida e precisa. As impressoras 3D disponíveis no mercado hoje comumente utilizam metal em pó ou materiais plásticos para imprimir objetos e estruturas personalizadas, sobrepondo camada sobre camada de acordo com as informações fornecidas por um modelo digital.

A aplicação de tecnologias de impressão 3D na arquitetura é hoje uma das principais tendências na industria da construção civil. De forma muito similar as pequenas impressoras de mesa atualmente disponíveis no mercado—largamente utilizadas para a produção e prototipagem de pequenos objetos—, os sistemas de impressão 3D comumente utilizados na arquitetura estão compostas por um cabeçote de impressão, que derrete e/ou deposita o material em camadas sobrepostas para a construção de estruturas complexas. Desta forma, uma casa ou um conjunto de casas (mesmo que cada estrutura tenha uma forma diferente), pode ser construída automaticamente através do emprego de um sistema automatizado conectado a um programa de execução.

 

Outdoor Printing Easy Resize com

Outdoor Printing Easy Resize com

 

Uma das principais vantagens da impressão 3D aplicada à arquitetura é a rapidez e a eficiência nos processos de construção. Com as tecnologias atualmente disponíveis, é possível erguer a estrutura de uma casa de cerca de 50 metros quadrados em apenas um dia.  A impressão 3D de edifícios também reduz consideravelmente o desperdício na construção.

Em média, ao longo do processo de construção de uma casa de pequeno porte são geradas até 4 toneladas de lixo. Para a construção da estrutura do contra-piso, por exemplo, o concreto é aplicado de maneira não uniforme, resultando em um desperdício de praticamente metade de todo volume de concreto, independentemente do uso de estruturas complementares de suporte. Este é um dado particularmente alarmante, porque a industria do cimento, o principal componente do concreto, é responsável por cerca de 7% das emissões globais de dióxido de carbono. Em contraste, uma impressora 3D pode ser calibrada de forma a executar estruturas com espessuras regulares e precisas, utilizando somente a quantidade exata de concreto e apenas onde for realmente necessário. Isso é o que chamamos de otimização de topologia.

Outra vantagem da impressão 3D aplicada à arquitetura é que o sistema faz a leitura de um arquivo digital, eliminando a necessidade de converter todo o projeto em desenhos bidimensionais, minimizando erros de leitura e compatibilidade e problemas desnecessários, resultado em uma maior economia de tempo e recursos. E ainda há um benefício extra em um processo de construção digitalizado e automatizado. É possível desenvolver infinitas variações de um mesmo tema assim como desenvolver projetos customizados ou semi-customizados a um custo relativamente baixo, principalmente porque os processos de impressão 3D independem do uso de mão de obra qualificada.

 

Easy Resize com

 

Por outro lado, sistemas automatizados de impressão em concreto ainda estão muito defasados em relação às tecnologias de impressão 3D mais simples. Em primeiro lugar, está a dificuldade de controlar a pega do concreto para que ele possa fluir livremente e de forma uniforme ao longo de todo o processo de impressão. Somado a isso, uma vez projetado pelo cabeçote da impressora, o concreto deve adquirir resistência muito rapidamente e suficiente para suportar as camadas subsequentes. E finalmente, entre atrasar e acelerar a pega do concreto fresco, é preciso garantir a aderência entre as camadas para que a estrutura funcione de forma coesa e integrada.

Além do mais, as tecnologias de impressão 3D em concreto também precisam evoluir em uma série de outras frentes para poder superar os muitos desafios encontrados em um canteiro de obras a céu aberto, como a presença de poeira e água da chuva assim como as variações de temperatura e umidade no ambiente—variáveis que afetam e muito o desempenho do concreto.

 

Cabana de leitura impressa em 3D / Professor XU Weiguo’s Team

Projetada pelo Professor Xu Weiguo da Escola de Arquitetura da Universidade de Tsinghua e construída com impressoras e materiais desenvolvidos pela equipe, a cabana de leitura impressa em 3D foi inaugurada recentemente no Parque de Ciência e Tecnologia Baoshan Wisdom Bay de Shanghai e conta com espaços para a exposição de livros e para a realização de eventos como debates e palestras.

O projeto da Book Cabin partiu do esboço do conceito, depois utilizou o software MAYA de acordo com as necessidades da modelagem da construção, que por sua vez modelou a forma do espaço e a da estrutura de forma racionalizada para determinar o modelo de implementação. Em seguida, se estabeleceu o planejamento das etapas e a codificação da impressão para completar o arquivo digital e, em seguida, tais arquivos conduziram o equipamento robótico de impressão 3D para a impressão em concreto do material camada por camada, construindo assim a forma curva do projeto. A Book Cabin tem uma área total de cerca de 30 metros quadrados e pode acomodar 15 pessoas para diversas atividades.

Easy Resize com

Easy Resize com

Easy Resize com

 

Robot-Printed ‘Cloud Village’ / Philip Feng Yuan’s Team

Criado por Philip Feng Yuan e sua equipe, o pavilhão “Cloud Village” foi impresso em 3D em 2018 no Arsenale de Veneza para a Bienal de Arquitetura daquele ano. Através de suas formas orgânicas, o pavilhão chinês Cloud Village foi pensado para criar e abrigar uma série de diferentes espaços abertos e semi-abertos.

O projeto do pavilhão, através de sua semiótica e materialidade, foi inspirado em elementos da arquitetura tradicional chinesa. Utilizando material plástico reciclado, o pavilhão Cloud Village procura estabelecer uma crítica sobre a atual crise ambiental que assola o país, convidando-nos a refletir sobre novas formas alternativas de se construir no futuro.

figure Lim ZHANG Easy Resize com

figure Lim ZHANG Easy Resize com

figure Easy Resize com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: Archdaily

Imagens: Cortesia XWG Archi Studio at Tsinghua University, cortesia of Philip Feng Yuan e cortesia Professor XU Weiguo’s Team.